Concrete Digital faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Construção híbrida é a solução que combina “o melhor de dois mundos”

shutterstock_1936846903.jpg
Modelo híbrido é adotado com o objetivo de unir as diferentes vantagens de materiais convencionais às novas tecnologias

A escolha de utilizar um modelo de construção híbrida, que é a combinação de diferentes materiais na composição estrutural de uma edificação, é uma solução conhecida por unir ‘o melhor de dois mundos’, porque concilia as vantagens de cada material, além de ser uma alternativa mais sustentável. No Brasil, já é possível perceber uma tendência de transição de construções tradicionais para as mais industrializadas.

Uma obra emblemática que representa a combinação entre aço e concreto é o edifício Aqwa Corporate, localizado na orla do Rio de Janeiro, na região portuária da capital carioca, o Porto Maravilha. A estrutura do empreendimento tem o núcleo rígido de concreto e pilares e vigas de aço, além de lajes em steel deck e concreto protendido (subsolo e térreo). São 118 mil metros quadrados de área construída, com 22 pavimentos, distribuídos em dois edifícios. 

O superintendente Técnico na HTB Engenharia e Construção - grupo de origem alemã responsável pelo empreendimento -, Thomas Martin Diepenbruck, disse que um dos desafios da construção do Aqwa Corporate foram as mega colunas inclinadas junto às fachadas, um dos aspectos arquitetônicos vitais do projeto. Os elementos são, basicamente, pilares mistos, feitos de tubos de aço calandrados, preenchidos com concreto de alto desempenho.

Diepenbruck explicou que, em alguns trechos das mega colunas, o concreto de alto desempenho utilizado superou os 80 mpa (nível de resistência à compressão), um material difícil de ser obtido em algumas regiões do país. No total, a construção utilizou quase 27 mil m³ de concreto. 

Ainda sobre essa obra, o superintendente Técnico na HTB ressaltou que o projeto foi pensado para cumprir requisitos ambientais que levaram o empreendimento a receber a certificação Green Building Gold, uma das mais importantes na área de sustentabilidade.

Madeira engenheirada x concreto

Outro exemplo de construção híbrida é a combinação do uso de madeira engenheirada e concreto. A tecnologia construtiva, que adota a madeira engenheirada, é uma novidade pouco conhecida no Brasil, mas que já é utilizada há mais de 20 anos na Europa e atualmente chama muita atenção em países como Estados Unidos e Canadá. 

O sistema da madeira engenheirada, ou em inglês conhecido pelo termo Mass Timber, é produzido por meio da colagem de lamelas de madeira com adesivo estrutural de alta pressão.

Segundo Diepenbruck, o aspecto sustentável é um dos principais benefícios do material, uma vez que as peças de madeira são produzidas na fábrica, de acordo com o projeto, e chegam prontas para montagem no canteiro. 

A baixa emissão de dióxido de carbono (CO²) é outra vantagem. “Durante o processo de fabricação de 1 m³ de concreto é emitida 1 tonelada de CO². Com a madeira é o inverso, 1 m³ de madeira sequestra do ar essa mesma quantidade CO² durante o crescimento da árvore”, finalizou Diepenbruck.   

Projeto eWood

Neste sentido, o Grupo HTB, criou o projeto eWood. A superintendente de Desenvolvimento de Negócios na HTB Engenharia e Construção, Adriana Machado, explicou que o novo produto da companhia é uma edificação híbrida, com uma estrutura de madeira engenheirada e o uso de concreto nas áreas de elevadores, escadas e sanitários. “Optamos por um projeto com uma planta flexível, replicável e modular que pode ser adaptada para diferentes terrenos e variar o número de pavimentos de acordo com o interesse do cliente”, disse Adriana.
Outro detalhe importante, ela ressalta, é que o projeto executivo da edificação é todo concebido usando a tecnologia Building Information Modeling (BIM), uma exigência de projetos realizados com a estrutura em madeira engenheirada. “Estamos prontos para apresentar o eWood aos nossos clientes que tenham interesse em construir um edifício neste modelo”, revelou Adriana. 

Na trajetória de estudo e desenvolvimento do projeto, que iniciou em abril de 2019, a equipe de engenharia da HTB participou do Woodrise 2019, congresso mundial realizado em Quebec (Canadá), e contratou duas consultorias: a brasileira Núcleo da Madeira e a internacional Equilibrium. 

Os cases de sucesso do grupo HTB com edificações construídas no modelo híbrido foram apresentados durante o Concrete Show Digital Series - Sustentabilidade, evento online que aconteceu dia 11 de maio na plataforma Concrete Show, que oferece soluções estratégicas de negócios e conteúdo, tanto no ambiente físico quanto no digital.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar