Concrete Digital faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Areia artificial para concreto: como utilizar

Areia artificial para concreto como utilizar.png
A areia artificial é uma possibilidade interessante e que apresenta uma série de benefícios para as construções.

Considerando que a areia é um material essencial para a produção de concreto, a areia artificial surge para suprir algumas necessidades no segmento da construção civil.

Afinal, já faz algum tempo que especialistas procuram novas alternativas para reduzir os custos com o uso da areia natural. 

Por conta disso, a areia artificial é uma possibilidade interessante e que apresenta uma série de benefícios para as construções.

Para explicar um pouco mais sobre o assunto, entrevistamos Shingiro Tokudome,  gerente executivo da MC-Bauchemie.

Vamos saber mais sobre o tema? Continue lendo!

Por que utilizar a areia artificial na construção?

“As areias naturais originárias dos rios e cavas estão cada vez mais difíceis de se obter no mercado por questões ambientais e custos de logística”, explica Shingiro.

Quais são as características da areia artificial para o concreto?

Shingiro Tokudome observa que: “As características dependem muito do tipo da rocha utilizada para a produção da areia artificial, mas todos precisam atender as especificações de agregado miúdo da ABNT NBR 7211”.

Quais são as vantagens da areia artificial?

Veja quais são as principais vantagens da areia artificial:

  • possibilidade de controle da granulometria no processo da produção;
  • estar isento de material orgânico;
  • zero possibilidade de contaminação com agentes químicos; e 
  • isento de torrões de argila. 

“Ambientalmente a areia artificial consome resíduos da produção das britas nas pedreiras; desta forma, aproveita, da melhor forma possível, os recursos que a natureza nos disponibiliza”, salienta Tokudome.

Quais são as desvantagens da areia artificial?

Shingiro também conta que, no início da utilização, os grãos da areia artificial apresentavam arestas vivas mais acentuadas do que a areia natural.

Assim, isso gerava inconveniências na falta de coesão, apresentava uma trabalhabilidade ruim e havia  dificuldade na bombeabilidade do concreto. 

Entretanto, atualmente, os processos de produção melhoraram muito, produzindo areia artificial com melhor distribuição granulométrica e grãos mais arredondados. 

“Em consonância com a necessidade da utilização deste material cada vez maior no mercado, a MC Bauchemie desenvolveu aditivos para concreto que possibilitam a utilização de 100% da areia artificial na dosagem do concreto”, reforça o especialista.

Como otimizar o uso da areia artificial?

“Os aditivos para concreto podem atenuar algumas deficiências da areia artificial como lameralidade e granulometria na composição do concreto, mas, para que a central de concreto possa produzir com o menor desvio padrão, atender os requisitos da bombeabilidade, exsudação e consumo de água controlada, é de extrema importância que a areia artificial seja produzida dentro das especificações da ABNT NBR 7211”, finaliza Tokudome.

Gostou de aprender mais sobre a areia artificial para concreto? Então, aprenda também sobre concreto sem cimento: o que é e como funciona? Boa leitura!

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar