Concrete Digital faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Mulheres na construção civil: avanços e desafios

Mulheres na construção civil.jpg
Cada vez mais, as mulheres estão dispostas a quebrar os paradigmas e mostrar ao mundo que elas têm muito talento também para as exatas. Deixam de lado o preconceito, o assédio, os tabus e derrubam mitos de que o público feminino não pode trabalhar em áreas relacionadas ao canteiro de obras.

Embora o setor da Construção Civil (CC) ainda seja uma área predominantemente masculina, o mercado de trabalho para as mulheres nesta área continua crescendo. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), houve um aumento de 120% no número de mulheres trabalhando no setor de 2007 a 2018. 

Portanto, cada vez mais, as mulheres estão dispostas a quebrar os paradigmas e mostrar ao mundo que elas têm muito talento também para as exatas. Deixam de lado o preconceito, o assédio, os tabus e derrubam mitos de que o público feminino não pode trabalhar em áreas relacionadas ao canteiro de obras.

Dessa forma, para falar um pouco mais sobre as mulheres na construção civil, entrevistamos algumas profissionais experientes, qualificadas e incríveis na área. São elas:

  • Gabriela Quadros Kramer: bacharel em Engenharia Civil com MBA em Projeto, Dimensionamento e Modelagem de Estruturas e Fundações; 
  • Juliana Bertani: Engenheira Civil e Coordenadora de Planejamento e Controle da Produção na Ott Engenharia; 
  • Juliana Tolotti Lemos: Engenheira Civil na Eccel Engenharia; 
  • Leticia Piagentini e Fernanda Sanino: fundadoras da Lumberjills (ramo de marcenaria);
  • Taise Ivanca Brollo: Engenharia Civil. 

Vamos entender mais sobre o poder das mulheres na construção civil? Continue conosco! Boa leitura!

Veja quais foram os principais avanços das mulheres na construção civil

Não é nenhuma novidade que o canteiro de obras é uma área relacionada à força bruta. Por isso, por inúmeras vezes, é focado no universo masculino. No entanto, essa ideia tem sido aperfeiçoada com o passar dos anos. Entenda quais foram os principais avanços das mulheres na construção civil.

Ingresso das mulheres nos cursos de Engenharia

Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o número de mulheres nos cursos de Engenharia cresceu 132.2% entre 2003 e 2013. 

Portanto, um dos principais avanços das mulheres na construção civil foi o ingresso de mais mulheres na faculdade de engenharia. “Hoje, há, inclusive, turmas onde metade do público é feminino, o que não acontecia há anos”, destaca Juliana Bertani.

Ocupação de diversos cargos na Construção Civil

Outro avanço muito importante é que as mulheres ocupam diversos cargos na Construção Civil, não apenas nos escritórios ou como gestoras. Dessa forma, as mulheres conquistam espaço em todas as áreas, pois podemos encontrar diversas azulejistas, eletricistas, ceramistas, marceneiras, pintoras, dentre outras.

Quebra de paradigmas sobre as mulheres na construção civil

Antigamente, havia muito preconceito, o que não acontece mais com tanta frequência. “Acredito que esse avanço se deu por demonstrarmos o nosso potencial e, assim, quebrar os paradigmas do passado”, complementa Gabriela Quadros.

Confira o que pode melhorar para termos mais mulheres na construção civil

Para incentivar novas alunas a seguirem a carreira na CC, existem alguns aspectos que podem ser melhorados para incentivá-las. Veja algumas ideias sobre o que pode ser aprimorado para termos cada vez mais mulheres ingressando nas exatas.

Oferecer mais oportunidades no canteiro de obra

O avanço tecnológico está ajudando a melhorar as formas de trabalhar. Isso favorece a inclusão, pois “permite que cada vez mais mulheres e homens, de várias faixas etárias, possam trabalhar no ramo”, destacam Letícia e Fernanda. Afinal, existem diversas plataformas e aplicativos que ajudam na rotina do canteiro de obras e isso pode ser muito bem explorado.

Dessa forma, embora o avanço de décadas para cá seja grandioso, ainda é preciso que haja mais condições para as mulheres engenheiras explorarem os seus conhecimentos e habilidades no canteiro de obras. “Precisamos de oportunidades para mostrar que podemos fazer diferente e, assim, gerar credibilidade”, reforça Juliana Bertani.

Melhorar a mentalidade dos contratantes

Gabriela chama a atenção para as empresas contratantes, pois é necessário melhorar a mentalidade de quem contrata. Ela conta que teve muita dificuldade no início da sua carreira, pois encontrava as oportunidades nos anúncios, mas grande parte de empresas discriminava o público feminino — sem que houvesse pelo menos uma entrevista para que a mulher pudesse expor os seus conhecimentos e mostrar o seu potencial.

Divulgar mais o trabalho das mulheres

“Precisamos lembrar que somos a inspiração das futuras mulheres que vão estar indo para esse caminho”, destaca Taise. Então, as mulheres engenheiras também podem fazer parte das melhorias na área da construção civil. Mostrar o seu trabalho, apresentar o seu diferencial e divulgar o seu dia a dia é importante para incentivar novas mulheres a entrarem para a área. 

“É preciso sempre divulgar o trabalho feminino para inspirar novas mulheres no ramo. Ao ver que uma consegue, faz muitas acreditarem que também podem”, destacam Letícia e Fernanda.

Saiba como tornar a construção civil mais inclusiva para mulheres

Mesmo com o avanço das mulheres na construção civil, ainda há muito o que melhorar. Confira algumas dicas sobre como a comunidade e as empresas podem tornar a CC mais inclusiva.

Incentive as mulheres na construção civil desde pequenas

Gabriela conta que o que mais a incentivou a escolher a sua profissão foi a educação. Quando era pequena tinha brinquedos “de menina”, mas também diversos outros, como “brinquedos de engenheiro”. 

“Nunca foi coincidência, eu sempre quis ser engenheira, só não tinha consciência disso. Isso tudo foi gerado pelo incentivo que tive desde criança. O interesse das pessoas por algumas coisas é criado desde a formação do seu caráter”, ela reflete.

Crie um ambiente de trabalho saudável

É preciso criar um ambiente de trabalho acolhedor, evitar qualquer tipo de colocação equivocada ou brincadeiras maldosas. Esse tipo de situação cria ambientes tóxicos e isso é prejudicial não somente para as pessoas que estão sofrendo o preconceito (seja ele qual for), mas para a imagem e a produtividade do negócio. Sendo assim, é preciso ter muito respeito para que todos possam conviver em harmonia.

“O respeito mútuo é essencial, pois, indiferentemente dos cargos, estamos dia a dia trabalhando no mesmo local com o mesmo objetivo. Precisamos conseguir conviver com harmonia e respeito”, relata Juliana Lemos.

Além disso, é muito importante investir em processos seletivos sem a distinção de gêneros. Procurar profissionais pelo seu potencial e pelo valor que ele pode agregar ao negócio é fundamental para tornar a CC ainda mais inclusiva.

Incentive a troca de ideias entre o time

As empresas também podem incentivar mais a troca de ideias entre o time. Afinal, é o momento em que todos podem expor os seus pensamentos e ideias para chegar a um determinado consenso.Esse diálogo facilita muito a inclusão”, completa Juliana Lemos.

Além disso, a troca de ideias é fundamental para criar relacionamentos de confiança entre os colaboradores. “Embora possa haver uma certa desconfiança inicial, tenho notado muito avanço por parte dos trabalhadores nas obras: quando eles percebem que você domina o assunto, é gerado um respeito e se cria um vínculo de confiança muito grande”, argumenta Gabriela.

Esteja preparada

Por fim, deixamos uma dica para as mulheres que queiram ingressar na área: esteja preparada! A mão de obra qualificada ainda é um desafio e isso pode ser muito bem explorado para que você se destaque. Hoje, existem oportunidades de inovação, pois o mercado exige e precisa de soluções inovadoras

“Esteja preparada para estar ali quando a oportunidade aparecer. Lute pelo que você acredita e faça o seu trabalho bem feito. A maioria das empresas quer pessoas que possam agregar e que proporcionem bons resultados”, finaliza Juliana Bertani.

Você gostou de aprender mais sobre as mulheres na construção civil? Se sim, compartilhe este conteúdo nas suas redes sociais e aproveite para marcar a sua amiga que se interessa ou já é uma profissional na área.

 

Registre-se para fazer download desse recurso

Registrar-se como membro de Concrete Digital lhe dá acesso a conteúdo premium incluindo revistas digitais, webinars, whitepapers e muito mais.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar