Concrete Digital faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Alta nos materiais de construção: como seguir crescendo?

Alta nos materiais de construção - como seguir crescendo.jpg
Um dos maiores desafios para empresas da construção civil é seguir crescendo, satisfazendo as necessidades do público e evitando o repasse dos valores aos clientes de forma imediata.

Não é novidade que a pandemia trouxe diversos impactos para todos os setores. Nesse cenário, não podemos deixar de notar uma alta nos materiais de construção.

Sendo assim, um dos maiores desafios para as empresas do ramo é encontrar formas de crescer na construção civil, satisfazendo as necessidades do público e não repassando essa alta dos valores de forma imediata.

Portanto, considerando um aumento na procura pelos materiais de construção, vamos refletir como as empresas podem seguir crescendo? Continue conosco!

Como a alta nos materiais de construção afeta o setor da construção civil brasileiro?

Apesar da crise ocasionada em virtude da pandemia do coronavírus, muitas empresas da área da construção civil puderam vibrar com um recorde de faturamento no ano de 2020.

Para o franqueador da Pinta Mundi Tintas, Nassim Katri, a demanda não diminuiu, aconteceu exatamente o contrário: 2020 foi um dos melhores anos para a empresa. Ele acredita que esse crescimento no setor aconteceu devido às pessoas terem aderido ao home office como principal formato de trabalho.

Dessa forma, passaram mais tempo nas suas casas e começaram a ter um carinho e atenção muito mais especiais com as suas residências. Assim, houve a necessidade de readequar a sua casa, transformando-a em um ambiente mais leve e que proporcionasse à família mais bem-estar e qualidade de vida.

Outro fator que contribuiu para o crescimento do setor foi a injeção de dinheiro no mercado (principalmente por meio do auxílio emergencial e das facilidades dos financiamentos). Nassim Katri acredita que boa parte desse valor recebido pela população foi destinado às reformas.

Para ele, “Os materiais de construção são commodities, tendo seu valor regulado mediante a demanda. Eles dependem de insumos importados e seguem a variação cambial para se regularizar, tendo a alta do dólar como balizador”.

Nesse sentido, Nassim Katri conta que os seus fornecedores não passaram nem a metade do reajuste que seria necessário para o mercado. Em outras palavras, os valores não foram repassados ao consumidor final de forma imediata. Então, o público acabou ainda não sentindo tanto o aumento nos preços.

Como contornar esse aumento nos valores e seguir crescendo no mercado?

Para crescer no mercado, mesmo diante das crises e da queda na economia brasileira, é preciso compreender o comportamento do consumidor, avaliando as suas reais necessidades e, com isso, encontrar maneiras inteligentes e diferenciadas para satisfazer os seus desejos.

Faz-se necessário encontrar novas opções que sejam viáveis e rentáveis para a empresa, buscando sempre melhores formas para satisfazer o público e, ao mesmo tempo, garantir a lucratividade dos negócios. Afinal, de forma natural, a tendência é que os valores dos materiais para a construção civil aumentem no decorrer do ano.

Nassim Katri, conta que “o mercado de construção civil é naturalmente crescente. Porém, sabemos que virão novas altas de preços (e elas não serão pequenas). A defasagem do dólar, a instabilidade e a volatilidade do mercado impactarão o setor”.

Portanto, cabe às empresas negociar novas alternativas com os seus fornecedores de matéria-prima para encontrar formas de minimizar os impactos desse aumento de valores ao consumidor final.

Outra possibilidade é oferecer ao consumidor produtos e serviços de boa qualidade, mas com preços inferiores. “Ter variedade e opções faz com que ele não deixe de comprar, mas compre o que couber em seu orçamento. Se ele não puder comprar os itens de primeira linha, certamente optará por bons produtos, mas de segundas marcas”, conta Nassim Katri.

Como diversificar os investimentos no meio?

Como vimos, as empresas da construção civil precisam encontrar opções inteligentes a fim de potencializar os seus investimentos. Sabemos que isso é um grande desafio, mas é o momento de “pensar fora da caixa”.

Analise o mercado, o seu público e os seus fornecedores e encontre formas de lidar com os impactos da crise de uma maneira mais leve e que garanta tanto a lucratividade dos negócios quanto a satisfação do seu público.

Nassim Katri relata que, para continuar crescendo diante dessas turbulências, eles passaram a operar no formato de franquias. Assim, criaram lojas menores, mais compactas, com baixa complexidade operacional e com estoque otimizado. “Isso fez com que conseguíssemos expandir com segurança e rapidez”.

Afinal, quanto mais marcas crescem, mais possibilidades de negociar volumes maiores de produtos, conseguindo melhores preços e condições de pagamento. Então, essa é uma dica valiosa para crescer na construção civil. “É uma forma inteligente e estratégica de crescer junto ao consumidor e expandir nossa capilaridade”, reforça Nassim Katri.

Gostou de aprender mais sobre a recente alta nos materiais de construção? Se sim, confira também nosso conteúdo sobre o mercado imobiliário e as perspectivas para os próximos anos. Boa leitura!

Registre-se para fazer download desse recurso

Registrar-se como membro de Concrete Digital lhe dá acesso a conteúdo premium incluindo revistas digitais, webinars, whitepapers e muito mais.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar