Concrete Digital faz parte da divisão Informa Markets da Informa PLC

Este site é operado por uma empresa ou empresas de propriedade da Informa PLC e todos os direitos autorais residem com eles. A sede da Informa PLC é 5 Howick Place, Londres SW1P 1WG. Registrado na Inglaterra e no País de Gales. Número 8860726.

Isolamento térmico: o que você precisa saber antes da obra

Isolamento térmico.jpg
O isolamento térmico proporciona conforto e estabilidade, ajudando a manter as edificações mais amenas no verão e mais aquecidas no inverno. Confira!

Com o objetivo de reduzir a entrada ou a saída de calor de um determinado local, os engenheiros civis apostam no isolamento térmico.

Muito eficiente tanto para as regiões mais quentes quanto para as mais frias, o isolamento térmico proporciona eficiência energética para toda a estrutura, seja um edifício, uma residência ou até mesmo uma empresa.

Nos Estados Unidos, por exemplo, onde as temperaturas são muito altas no verão e muito baixas no inverno, as casas são construídas em alvenaria com isolamento térmico. 

Para abordar o assunto isolamento térmico, conversamos com a Engenheira Civil, Roberta Castilhos, projetista na empresa Cabrini Soluções Metálicas. Leia mais abaixo!

Como funciona o isolamento térmico nas obras?

Nas obras, o isolamento térmico tem um papel fundamental. Por definição, ele é um material isolante, ou seja, proporciona uma separação completa.

“O isolamento térmico nas obras trata de criar uma barreira de proteção do calor do ambiente para que o mesmo permaneça o mais estável possível, evitando perdas e trocas de calor do interior com o exterior”,diz Roberta.

“Ou seja, ajuda a manter a edificação mais amena no verão e mais aquecida no inverno, sem a necessidade de tanta climatização por meio de aquecedores ou ar-condicionado”, completa.

Quais são os benefícios do isolamento térmico para as obras?

Um dos grandes benefícios de investir no isolamento térmico de uma obra é tornar a edificação mais confortável, principalmente em regiões onde o clima é extremo. 

A especialista destaca a manutenção da temperatura do ambiente como uma das grandes vantagens deste tipo de revestimento. 

“Por meio do isolamento térmico, temos o bloqueio ou o retardo da troca de calor entre os ambientes interno e externo. Assim, conseguimos impedir a perda de calor e o esfriamento quando as temperaturas externas estão baixas ou um superaquecimento quando as temperaturas externas estão elevadas.”

Ainda segundo a especialista, o isolamento térmico funciona como uma barreira de vapor, deixando menos umidade e condensação nos ambientes.

“Ele ajuda a evitar a deterioração e mofos nas paredes e no teto, além de funcionar também como isolamento acústico já que muitos dos materiais utilizados para esse fim também possuem propriedades que auxiliam na redução da propagação dos ruídos”, explica.

O que é preciso saber antes de iniciar um projeto de isolamento térmico?

De acordo com Roberta Castilhos, antes de iniciar um projeto de isolamento térmico, é preciso realizar estudos para garantir que a obra tenha uma temperatura confortável. Neste quesito, a orientação solar desempenha um papel importante.

Orientação solar

“Um dos principais passos é identificar qual é a orientação solar do terreno, ou seja, analisar a forma que a luz do sol incide sobre ele. Grosseiramente, podemos dizer que de 25 a 30% do calor se perde através do telhado, de 20 a 25% pelas paredes, de 10 a 15% pelas janelas e aberturas e de 7 a 10% pelo piso. 

Sabendo disso, torna-se crucial e prioritário o isolamento térmico em telhados para garantir a habitabilidade, afinal, o ar quente sobe para o topo da casa, onde se recebe a incidência direta da luz solar e demais intempéries, como chuva ou neve”, explica a entrevistada.

Os materiais aplicados como isolamento térmico na construção civil

Variedade é o que não falta quando pesquisamos por materiais aplicados como isolamento térmico na construção civil: lãs, poliuretano, fibra cerâmica, aglomerados de cortiça, brises, cobogó, piso flutuante, telhas de cerâmicas claras e termoacústicas, telhados verdes e jardins verticais e horizontais são alguns exemplos.

Cada material possui os seus pontos positivos e caberá ao responsável pela obra a análise sobre quais utilizar.

“É possível melhorar a iluminação e a ventilação dos interiores instalando elementos vazados, como cobogós, turbinas de telhado ou brises. Já a vegetação ajuda a umidificar o ar e pode auxiliar no isolamento acústico e na estética do ambiente, por isso a grande crescente na utilização das paredes e tetos verdes”, cita ela.

Roberta prossegue: “Já as lãs minerais (de rocha, de vidro e de PET), geralmente encontradas em placas, são materiais incombustíveis, mas precisam de mão de obra especializada para a sua execução. O poliuretano não é aconselhado para construções ecológicas, pois não é reciclável e nem feito a partir de material reciclado, possuindo um custo elevado e alta inflamabilidade.”

A legislação sobre o isolamento térmico no Brasil

Existem, atualmente, duas normas técnicas da ABNT que servem como base para os profissionais da área quando o assunto é isolamento térmico. São elas: a NBR 15220:2005 que fala sobre o “Desempenho térmico em edificações” e a mais recente, a NBR 15575:2021 sobre “Desempenho de edificações habitacionais”.

“Além disso, é importante se atentar às recomendações da CEE-155, Comissão de Estudos de Materiais Isolantes Térmicos e Acústicos. Todas estas prezam pelo desempenho térmico e eficiência energética das edificações”, finaliza a convidada.

Falar sobre isolamento térmico e tantos outros assuntos que envolvem a construção civil é sempre muito importante. Aproveite e confira nosso artigo sobre a constante necessidade de capacitação na construção civil.

Ocultar comentários
account-default-image

Comments

  • Allowed HTML tags: <em> <strong> <blockquote> <br> <p>

Plain text

  • No HTML tags allowed.
  • Web page addresses and e-mail addresses turn into links automatically.
  • Lines and paragraphs break automatically.
Publicar